Loading

Alexandre Vieira da Silva

alexvs1957@gmail.com

Estranho olhar natalício

E então o Natal,

a noite de Natal, passou.

E o dia também.

E no dia seguinte,

e noutro mais

o dia clareou, iluminado por um Sol ainda tímido.

Entretanto…

A noite agitada também acordou.

Afinal

o lugar, ali, parecia estranho.

Estranho no olhar,

nas palavras, poucas…

O Natal também trouxera outras coisas.

Trouxera a família e trouxera palavras entre mãe e filho(s).

Banalidades porque o são.

Banalidades para uma desculpa, pela manhã.

Talvez uma desculpa para ficar ali.

Estranhamente era ali, o lugar.


Não na outra margem

estranhamente acordada e à espera…

De ti?


27 Dezembro 2017

Parte superior do formulário